Feeds RSS

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

FAÇA UMA CRIANÇA FELIZ - Ela só queria ver o Mickey

Por mais que falem que não há preconceito no Brasil, não podemos acreditar, pois há ....que feio!

Recebi e-mail da amiga Cleivis, de Poços de Caldas, pedindo-me para ajudá-la a repassar este pdedido de socorro.
Depois de ler, não tive como negar. Disse-lhe que iria colocar no Dihitt e estou fazendo, pois quero contribuir, fazer o que me cabe.  Fatos como esse não podem acontecer. Como cidadãos cristãos, livres, caridosos, temos que ajudar. Espero que você entre nessa roda e faça uma caridade, faça uma criança feliz.

"Gente,
Como alguns já sabem tenho uma irmãzinha negra de 11 anos, que foi adotada pelos meus pais, quando os mesmos tinham 50 anos e ela alguns dias de vida. Assim como a maioria das meninas de sua idade, Giulia queria ir a Disney.
Nesse final de ano, eu iria levá-la junto com um grupo de amigos nossos para uma viagem para Orlando no dia 23 de Dezembro. Ontem, para uma surpresa geral, o seu visto foi negado no Consulado Americano de SP(onde meus pais e minha irmã moram). A pessoa que fez a entrevista perguntou a minha mãe quem seriam os pais da criança...Minha mãe respondeu que era ela e meu pai.
A mulher perguntou da mãe VERDADEIRA!!!!
A minha mãe respondeu que a mãe BIOLÓGICA havia morrido, segundo ela sabia, mas que não tinha qualquer relacionamento com essa SRA.
A pessoa respondeu então que ela deveria ter um pai. A minha mãe respondeu que era o seu marido. Ela falou :O PAI MESMO!!!!!!E então exigiu que minha mãe mostrasse a certidão de óbito da mãe e paradeiro de seu pai...
Na certidão de minha irmã consta GIULIA SOUZA FELIX FILHA DE LEONOR SOUZA FELIX E MOACYR ANTONIO FELIX.

O grupo de 13 pessoas que viajariam no dia 23 é composto de brancos de classe media alta. Todos tiveram seu visto liberado, entre eles 3 meninas de idade aproximada ao da Giulia. A minha irmã foi a única com visto negado. Estamos fazendo tudo o que é possível para conseguir o visto para Giulia, pois ela ainda não entende que os americanos e o Consulado que o representa se constitui do tipo mais deprimente de seres humanos: os que se acham superiores aos outros. É que a mulher que fez a entrevista com a minha mãe se acha mais importante que o juiz brasileiro responsável pela adoção da minha irmã. E ela ainda sonha em ir a Disney...
Hoje o Ancelmo Gois publicou no blog a história, só que o assessor dele me disse ao telefone que só publicaria no jornal impresso se houvesse muita repercussão da matéria do blog.
É por isso que estou escrevendo, para pedir a vocês que entrem no blog e comentem a matéria (Visto negado, só queria conhecer a Disney) para que a gente faça pressão para essa matéria sair na parte impressa.
Muito obrigada, desde já, a todos que gastarem um tempinho para ajudarem minha irmãzinha.

Bianca Felix Bartholo
http://oglobo.globo.com/rio/ancelmo/"

15 comentários:

LISON disse...

Saudações!
Amiga Lilian,
Tentei três vezes acessar o Site do Ancelmo Góis e a está redirecionando para a pág. 404.(possivelmente a notícia foi retirada).
O caso em tela merece toda a nossa atenção!
Se voltar a funcionar me comunique que faço questão de deixar o meu protesto.
Parabéns pela iniciativa!
Abraços fraternos,
LISON.

Sissym disse...

Lili, vovó querida dos amigos de todas as idades! Olha, amei seu recado e amanha eu vou visita-lo e transmitirei!

Bjs

ahh.. Quem sou eu?!! disse...

Conte com meu apoio Lili
É um absurdo em pleno século 21 termos que ler esse tipo de noticia.
Pessoas rotulando outras e separando por sua tonalidade de pele.
É muito triste tudo isso, mas com isso percebemos que muitos ainda não aprenderam o que é viver, vivem de aparência, não entendem que todos somos irmãos filho do mesmo pai maior.

Vou indicar essa notícia minha amiga
bjs

Joicinha

Principe Encantado disse...

São essas atitudes que desvalorizam essa tal de raça humana que tem em suas entranhas o pré conceito e cada dia mais aumenta pois agora embutiram a hipocrisia nele ai torna-se mais latente ainda.
Abraços forte

Mr.Jones disse...

to nessa tb.
abçs

Ainex Airam disse...

Isso é inaceitável... Não acredito que li uma matéria dessas. Que nojo!!! Como podemos ficar estáticos diante de tamanha violência contra uma criança?
Muitas palavras e atitudes ferem mais do que uma arma letal. Vou reblogar a história e pedir aos meus amigos que abracem essa causa.
Que mundo é esse, meu Deus?

Ebrael Shaddai disse...

Lilian,

Esse mundo nao aprendeu ainda o que é a paz...querem é guerra mesmo!! Depois reclamam pq tanta gente detesta os EUA....

Vou entrar n'OGlobo e vou por minha indignação!!

Bjs Lilian!!

Sissym disse...

Lili... estou chocada com isso... agora que pude ler esta matéria... que horror! Vou procurar o blog do Ancelmo para comentar tambem!

Histórias & Estórias disse...

Enquanto as pessoas julgarem as outras pela cor da sua pele e outros fatores tão banais, nunca teremos paz neste mundo.

Bjs Lili

Lilian disse...

Olá querida amiga Joicinha.

Você, como sempre me apoiando.
Fico muito grata pelo seu apoio e carinho.
Realmente é muito triste e penso do mesmo modo que você.
Somos todos iguais, filhos do mesmo criador e, portanto irmãos.
Falo muito isso na rede, e temos que olhar as pessoas com os olhos de amor, olhando em seus
corações, e não na cor da pele, na roupa que usa, no carro que dirige.
Grata pela ajuda.
Também não conheço a criança, mas a irmã, a que pede ajuda, mora no mesmo prédio da minha amiga.

Grata por tudo, fique com Deus.
Fraterno e carinhoso abraço,
Lilian

Lilian disse...

Olá meu Príncipe,

Taí, querido amigo, exprimiu a essência da questão.
Grata pelo carinho.
Carinhoso e fraterno abraço,
Lilian

Lilian disse...

Olá querida amiga Sissym,

É coisa prá se chocar mesmo!
Tenho certeza que com a ajuda de todos, a notícia se tornará importante o suficiente para poder ser veiculada e ganhar força para sair em tempo hábil o passaporte da menina.
Graata pelo comentário e pelo seu carinho.
Fraterno e caloroso abraço,
Lilian

Lilian disse...

Olá querido amigo Lison,

Grata pelo seu carinho.
É inconcebível atitudes como essa, mas infelizmente, acontece.
Agradeço a sua ajuda.
Carinhosos e fraterno abraço,
Lilian

Lilian disse...

Olá querido amigo M.Jones, Dieguito,

Grata pelo carinho em comentar e pela ajuda.
Carinhoso e fraterno abraço,
Lilian

Lilian disse...

Olá amigos que ao blog vieram : Ainex Airam, Ebrael, VAléria e Anônimo,

Agradeço a visita e a colaboração.
Precisamos acabar comn essa guerra e buscar a paz. O preconceito deve ser erradicado dos corações das pessoas, pois somos todos iguais, irmãos, filhos de um mesmo Deus.
Carinhoso e fraterno abraço a todos.
Lilian

Postar um comentário